Pterinopelma sazimai

Pterinopelma sazimai, também conhecida como “tarântula azul brasileira”, é uma aranha comedora de pássaro maravilhosa devido à sua coloração e comportamento. Ela tem o nome do Dr. Ivan Sazima, o zoólogo brasileiro que foi o primeiro a descobrir a espécie em 1971 e investigar a espécie por 10 anos com Sylvia Lucas no instituto butantan. Quando a tarântula morreu, ela ainda não havia sido descrita. Em 2011, os três investigadores concluíram o trabalho do dr. Ivan Sazima.

Vitalius sorocabae

De tamanho médio, atinge aproximadamente 15 cm, possui a coloração marrom escura, quase negra, com cerdas levemente amareladas distribuídas ao longo do corpo sobretudo nas quelíceras. As fêmeas adultas possuem fortes marcações amarelas nas pernas gerando um lindo contraste com o fundo marrom / negro.
Endêmica do interior do estado de São Paulo, habita áreas ecotonais, podendo ser encontrada em florestas de Mata Atlantica Semi Decidual estacional ou Cerrado . Trata-se de uma espécie sinantrópica, sendo facilmente encontrada em casas e sitios na região de Sorocaba, Itu, São Miguel Arcanjo e arredores.
Área de transição entre Floresta Estacional Semidecidual e Cerrado. (Sorocaba, SP)